Site Autárquico - Câmara Municipal de Monchique

Junta de Freguesia de Monchique

Monchique é uma vila portuguesa no distrito de Faro, região e sub-região do Algarve, com cerca de 2 300 habitantes.

É sede de um município com 395,30 km² de área e 6 045 habitantes (2011), subdividido em 3 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Odemira, a leste por Silves, a sul por Portimão, a sudoeste por Lagos e a oeste por Aljezur.

O concelho de Monchique foi criado em 1773, por desmembramento do concelho de Silves.

No centro de duas grandes serras, Fóia e Picota, o concelho de Monchique entra na história com a presença dos romanos nas Caldas de Monchique, atraídos pelo poder curativo das suas águas. Nos séculos seguintes, a serra foi-se povoando lentamente e no século XVI Monchique era já uma povoação suficientemente importante para merecer a visita do rei D. Sebastião, que pretendeu conceder-lhe o estatuto de vila.

A tecelagem da lã e do linho – os sólidos sorrobecos, orianos e estopas dos tempos antigos – entre outras actividades, como as relacionadas com a madeira de castanho, contribuíram para a prosperidade e desenvolvimento de Monchique, de tal forma que em 1773 foi promovida a vila.

As alterações económicas provenientes da industrialização significaram a perda da actividade têxtil e de outras manufacturas. Hoje, Monchique é vila airosa, virada para o turismo, com um artesanato activo e uma economia diversificada.

Possuindo das florestas mais ricas do Algarve, com abundância de sobreiros, eucaliptos, castanheiros, entre outros. Monchique tem também como ex-líbris esta mata que dá a conhecer aos seus visitantes através de safaris, parques zoológicos e naturais e expedições pedestres.

As casas têm a arquitectura algarvia tradicional nas paredes brancas, nas cantarias, nas manchas de cor das portas e janelas, embora exibam as típicas chaminés de saia, tão diferentes do litoral. O facto de treparem por colinas íngremes, de as ruas estreitas abrirem a cada passo novas perspectivas sobre a serra verdejante, dá-lhes, porém, um certo exotismo, aumentado pela presença de cameleiras e hortênsias, de árvores de fruto, evocadoras de jardins e pomares. Justificação para um prolongado passeio de descoberta de um recanto diferente do Algarve.

 

http://www.jf-monchique.pt

CONTACTOS